Articulação Regional Sudeste ENEBio

Forum da AR uhul


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Relatoria 19-20/09 - Rio Claro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Relatoria 19-20/09 - Rio Claro em Dom Out 04, 2015 3:33 am

Admin


Admin
Red- UNICAMP
Por que pegaram a AR-SE?
A princípio não estavam planejando


Chá das minas
Espaço auto organizado
Leticia

UFSCAR –
[HERON] É novo no CA, entrou em 2015, No começo haviam 15 pessoas das quais 6 foram no EBE e agora só 2 no CA. E mais duas que não foram no ENEB.
Ficou chateado por que a escola não se articulou entre si, porém ele propôs de pegar a ferramenta para articular a própria UFSCAR (Sorocaba tbm). Estão se articulando tentando fazer reuniões, para tirar um calendário, estçao com dificuldade de conseguir contruir todas as ferramentas.
Heron e Nat entenderam que o CA precisa de um alinhamento ideológico. O trabalho em questão as reuniões atividades estão bem complicadas por falta de comprometimento da galera.
Estão pesando em fazer um grupo feminista, porém ainda não se concretizou
São uma Auto-organização pelo estatuto mesmo e agora estão desarticulados do DCE.
Heron não vai continuar a vida acadêmica na Biologia, e pretende voltar ao som.
[UFF]
[BRENO]
É novo na faculdade, o prédio deles foi condenado a risco de desabar, os professores se recusavam a dar aula por esse risco. Após a invasão da reitoria por melhorias criou um “espirito” no curso, montaram gestão horizontal no DA. Se afastaram do DCE na hora da invasão da reitoria por questões partidárias, e estão bem articulados e movimentados.
A Atlética está se movimentando e estão na participação do interbio e estão pilhados em participar.
Piquete no campus de Engenharia; greve ajudou na união de cursos
[Geiza]
O Reitor está viajando na Europa, fez uma reunião com as atléticas e se recusa a falar com o movimento grevista.
Fizeram uma festa de inauguração do prédio novo, porém acharam (reitoria) que ia ser invasão mas a festa rolou mesmo assim.
Estão próximos da coordenação para fazer uma avaliação do currículo novo
Organizaram uma reunião das mulheres da BioUFF e tem um grupo no Face.
Por que pegaram a AR?
[BRENO] Conheceram pela Grazi uma veterana, mas como estão bem articulados  junto com outras faculs do RIO, e estão empolgados em participar.
[Geiza] passar documentário Tom Boy- debate sobre gênero e Sexualidade.
Drogas.
Recanto- Projeto de revitalizar os canteiros da UFF. Fizeram uma diretoria de Meio Ambiente e estão cm uma oficina de Bioconstrução. Tem o primeiro DA externo.
[YOPA E DEA]

[CAB – RC]
Acordos coletivos em cartaz
- Verdade – pés no chão, para cada um poder saber seu limite
- Amor
- Empatia e cumplicidade – entender que cada um tem uma realidade diferente
- clareza e objetividade
- paciência
- aprendizagem
- alegria
- humildade


Espaço da tarde –
[HISTÓRICO DA ENEBIO]
Seis começa fazendo uma linha do tempo do início com po texto no site da ENEBIO e ressaltando fatos históricos e datas até a contrução da enebio  a conjuntura Atual;


[ENAB] - Explicação Executiva X Entidade
Enxecutiva- ideia de execução- ideia mais prática
Entidade- além de ideia de executar, vem no sentido de ideia de organização ( essa era a ideia da época).
Incluir texto da SEIS (6) com o texto sobre o histórico
1994 – formação da ENEBio
1997 – as coisas esfriam...
2006- inicio do trabalho e recomeço ENEBio



2012- começam a aparecer as linhas politicas, Foi um dos melhores ENEbs. Bem organizado. Disputas políticas inicia,
2013- Começam a disputa política escancarada. Questão de votar em blocos.
As pessoas não gostavam da AN por questões políticas.
Declaração  Lari:
Problema Rio Claro:
Cara a tapa UFAL
UDSCAR, UFS, FEDERAL DE LAVRAS,
Táticas feias, de escutar entre as escolas e se escutar e fazendo reuniões escondidas.
A galera da oposição de esquerda distribuiu panfletos, reuniões dentro de espaços da programação.
Pedir pra Lari dizer as faculs e diferentes vertentes.
Explica o que é a via Campesina
FEAB amiga velha da ENEBIO.
Foi comentado a questão da disputa política entre a ENEBIO, e os múrmuros que ficaram de golpe e de 2014 não ter tido ENEB porém testemunho de Lavras de que não rolou mesmo por não ter pé.
2014 – EREB-SE
Na assembleia de 2014 rolou uma certa treta por conta dos outros anos.
Importância  de ter pegado Esalq pegar AR-SE e depois AN- Importância pra gente ter representatividade, e mantermos um mesmo horizonte.

[LEITURA – Carta de Princípios ]
Praticidade e dinamicidade na leitura, proposta para nos descansarmos. Leitura em voz alta dos 14 princípios. Alguns princípios foram destacados.
Princípio 3, individualismo e individualidade, palavras tem intencionalidade além do sentido.
Princípio 5, mídia e presença de rádio nos encontros, como exemplo no ENEB de 2015, Bela (maravilhosa!) executou com os recursos possíveis a ideia. Notamos a ausência de espaços de formação, ou da formação quanto a realização de mídias democráticas e livres.
Princípio 6, relacionamento por exemplo com a Via Campesina.
Princípio 8, ideias surgidas no ENEB, exemplo do ENGRA e EREB-sul que acontecem de maneira mais responsável, ecologicamente, reconhecendo-se como agente transformador e pertencente da natureza. Nós, seres urbanos, nos distanciamos da produção do que consumimos. Nossa fala deveria se aproximar das nossas ações.
Princípio 9, a natureza não é um recurso, não há valor/preço que pode ser atribuído a algo. Desenvolvimento sustentável é uma união de termos que se contradizem, sempre há perda em processos capitalistas. Além de que sustentar remete a estaticidade que não condiz com os processos naturais, essencialmente dinâmicos.
Princípio 15, o assunto educação é sempre marginalizado dentro dos espaços da ENEBio, espaços esvaziados e discussões superficiais.
Princípio 16, outro assunto marginalizado que é a permanência estudantil, assim como a igualdade racial, entender que a pouca participação de alguns grupos é cíclica, e tem fundamento na educação. Ouvir a realidade de outras escolas é importante para resolver as próprias dificuldades, por exemplo, em São Carlos existe programa de assistência bastante abrangente.
Princípio 20, em São Carlos há pauta de tornar a administração um outro eixo. A ordem “ensino, pesquisa e extensão” tem intencionalidade, talvez a extensão devesse ser prioritária, e a pesquisa tivesse retorno para a população diretamente. A população é quem financia nossos estudos. Talvez especificar nos princípios o que entendemos como extensão.
Princípio 23 novo, sororidade, silenciamento disfarçado, por exemplo, em uma roda em que uma menina seja racista e outra aponte seu preconceito, um caso de silenciamento.
Princípio 24, uma treta, esse princípio desvaloriza por exemplo o trabalho de uma prostituta, ou de uma babá que mercantilizam relações por processos que não são tão evidentes. Levar para o próximo encontro ideia de esclarecer o princípio, não desvalorizando as relações que são mercantis, também incentivar um espaço para discussão.
Acabamos os princípios. Discutimos dinâmicas para acordar. Fizemos dinâmicas, voltamos.
Leitura do Estatuto da ENEBio
Título VI, VII e IX.
Horizonte estratégico, destaque para o detalhe de que não representamos todos os estudantes de biologia, mas os que se sentem representados pela ENEBio.
Sobre representatividade, o que discutiremos e quem representamos? Nos coletivo e na entidade. Assembleias, por exemplo, quórum.




Avaliação do ENEB da AR-SUDESTE  
eixo de avaliação: metodológico, político e estrutural.

Seis: foi um reflexo das nossas fragilidades enquanto sujeitos dos estudantes, biologxs em formação. A Comissão Organizadora era inexperiente o que gerou problemas, como o estrutural, muita coisa ficou a cargo da coordenação mas todxs os problemas geram reflexão importantes quanto como a gente organiza, inclusive os encontros e problemas políticos, metodológico e estrutural  “foi ruim para gente acordar”.

Quanto ao Ato: faltou um pouco de conversa e pensar no coletivo, foi um tanto quanto irresponsável e que pensamos um pouco mais na CO na decisão e o que acarretará.
Afonso: Sempre pensamos que era uma CO nova, recente, que tava aprendendo e aprendeu pela dor, pelos erros. Ainda assim a Galisteu esteve presente, contou dos ENEBS, dividiram experiências. Mas também tiveram pouco tempo, problemas de dinheiro. Esquecendo esse fato de que a CO é nova, pensando que os espaços fossem mais pensados. Por exemplo a tarde livre, que esvaziou os outros espaços, que fosse em vez de tarde livre fosse livre reflexão, o que já dava outro caráter pro espaço. As culturais também que perderam o sentido de cultura, uma noite com palco livre pro biólogx expor sua arte como sempre gosta. Não faltou necessariamente maturidade e sim pensar nos espaços, refletir, brisar em cima deles. Quanto a presença da CO, eles não tinham tido experiência com assembleia dentro da faculdade, não sabia como agir em torno disso. Se eles tivessem parado uma tarde pra pensar em um espaço específico, a pegada seria outra. Na verdade, isso envolve todos os 3 pontos, metodológico, politico e estrutural.

SEIS: é importante ressaltar que normalmente estamos tentando encaixar o quadrado no triangulo. Era necessário Ato? A mudança foi essencial e avaliação era que precisaremos repensar no que iremos fazer, trazendo que a demanda pode mudar em cada local. Por exemplo, estamos acostumadas ao ato e nos obrigamos a que ele acontece mas faze-lo sem preparar e pensar a intencionalidade o espaço e se ainda ele é necessário.
LILA: ressalta que o método nos abertura a mudanças, pré-pensadas ou autorganizadas e a necessidade de incluir discussões sobre o método.

Afonso: discutir a autorganização

Heron: Falta de falar sobre a liberdade que os espaços e tudo dentro do encontro tem em ser modificados, etc. Sugestão de apresentar e falar sobre a auto organização do evento no inicio deste.

Leticia: pensar pro CFPBio e para as passadas falarmos e discutirmos a autorganização, estimulando a organização dos encontros.
Afonso: Como trabalhar a autonomia da CO? Podemos pensar nos espaços previamente no CONEBio pra que possamos se preparar em todos os sentidos, inclusive no sentimental, não houve um CONEBio pra preparar o encontro.

Breno: falta de comunicação entre a CO e os encontristas e acontecer de ter perdido almoço ou algum espaço.

Heron: incluiu ‘’que tal’’ sobre pensar nos Conselhos sobre a rádio a estrutrura e a metodologia que irá acontecer.

SEIS aproveitar os espaços que já acontecer e incluir na programação, como a organização da segurança

LILA: GDs – a não organização e clareza desestruturou os espaço, e ficou mal estabelecido e não haviam salas e a falta de facilitadores influenciaram na forma que aconteceu. Seis relatou que ficou difícil receber outros GDs em seu grupo.
Espaço de formação dos homens/Lila: Houve momentos de descontrução, mas não se sabe até que ponto estimulou a continuar essa descontrução. Heron: Necessidade de uma formação pros caras. Seis: Não estar de acordo com essa formação, pois deve haver mulheres pra falar sobre feminismo, elas devem ter a voz. Relatou também a frustação em poucos homens aparecerem no espaço, pensar sobre como estimular os homens a participarem. Heron: percebeu que os homens perderam a segurança em falar, em suas proposições que deveriam ser discutidas para serem desconstruídas, como garantir que essa segurança ocorra e como garantir que os homens se desconstruam de forma a poderem continuar a representar minimamente as mulheres quando estas não estão presentes.







Sobre o próximo encontro da AR-Sudeste, discutimos sobre a possibilidade de ser em Alfenas, para animar o pessoal, seria uma reunião-passada, no entanto por motivos de greve isso não pareceu viável, então, a nova ideia foi que a reunião seja em São Carlos, Ufscar, mais perto, o preço dos deslocamentos todos será menor, aqui coube dizer que a reunião da AR deve ser divulgada pelo CA (?), ou coletivos, como forma de agregar mais pessoas, aumentando a articulação da escola. A próxima reunião será depois do COREBio e antes do CONEBio, no ínicio de novembro, primeira ou segunda semana. (pausa para explicações matemáticas)
Dinheiros, o rateio do transporte foi o seguinte: somando todas as passagens o valor total foi R$286,00 (256 - UFF e 30 - UFSCar), dividimos o valor pelo número de pessoas (13) que participaram da reunião para que a divisão de gastos entre as escolas fosse proporcional, dessa forma, Unicamp contribuiu com R$61,20, UNESP - Rio Claro R$143, UFF R$40,84 e UFSCar R$20,42. DETALHE QUE SÓ PERCEBI AGORA, AS CONTAS NÃO FECHAM!
Continuamos com a avaliação do nosso fim de semana.. [Avaliação]
Refletimos a partir das nossas ideias escritas, de acordos coletivos, avaliação do ENEB e nosso mapa (lindo) de passadas.
(não sei se deveria pessoalizar as avaliações)
Afonso gostou bastante, percebeu o encontro com um espaço formativo, de discussão.
Heron também achou massa, mas sentiu falta da presença do seu CA e não gostou do sol forte (que pena) e dos mosquitos, deu uma ideia de que pudéssemos usar bicicletas nos deslocamentos.
Geisa também sentiu falta do seu CA e das pessoas mais ativas.
Ficou como dica para a UFSCar, aumentar a divulgação da reunião, convidar o pessoal mais antigo da ENEBio de lá e tal
Sobre a estrutura, concordamos que estava bem organizada, acolhedora e planejada pensando nas pessoas que estariam ali (gracias, Rio Claro), e que o tempo foi manejado de forma útil e pouco cansativa.
Aprendemos que os espaços fluem (assim como nosso tempo nas graduações e universidades…é movimento) e a auto-organização pode dar certo.
Choco gostou da nossa presença e de nos receber em sua casa (obrigada!).
Lila, apesar de ser um pouco neurótica com cronogramas e horários, ficou satisfeita já que, mesmo com os atrasos e devaneios, os espaços aconteceram de forma orgânica, auto-organizada.
Jéssica curtiu nosso encontro e destacou como positivo a forma como as tarefas e funções na reunião e na AR foram divididas sem sobrecarregar escolas e pessoas.
Sobre a comida, nossa alimentação, destacamos como ponto (muito) positivo, como forma de concretizar algumas ideias e princípios que sempre discutimos.
Vimos a reunião como um espaço de conhecer-se enquanto AR e outros conhecimentos.
Cabô! (com a chegada da Galisteu pra trazer abraços)

Ver perfil do usuário http://arse.forumtupi.com

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum